Vai e vem da vida

Tem pessoas que chegam na nossa vida pra ficar, outras estão apenas de passagem e há aquelas que ficam num vai e vem constante. Como lidar?

Primeiro, não sou psicóloga nem nunca fui a um, mas … como dizem “de médico e louco todo mundo tem um pouco”, com a vida aprendemos muitas coisas, e uma delas é saber lidar com pessoas em diferentes situações.

Verdade seja dita, nem sempre todo mundo aprende e umas diquinhas básicas podem ajudar a entender o que se passa. Vamos tentar entender como lidar com esses três tipos ai?! Mais bônus de algumas experiências.

Quem chega pra ficar … difícil de saber exatamente quem são, salvos família – mãe, filho, cônjuge, irmãos) que estão com a gente desde o nascimento e espera-se que sigam por toda a vida. Mas além desses há os amigos e conhecidos que quando bate aquela empatia queremos manter por longa data.

O mais legal dessa relação é que não é necessária cobrança do tipo “você sumiu” “quanto tempo”, não, basta aproveitar o momento, um papo descontraído e guardar com carinho até um próximo encontro. #gostoassim é bom ter pessoas que mesmo que você fique tempos sem ver, ou mesmo sem contato (mesmo com a internet e app pra todos os gostos, isso acontece) ao encontrar as coisas fluem, a conversa, as risadas, o carinho, tudo continua igual.

Há os que apenas passam por nossas vidas, pessoas que por alguma razão tivemos que conviver, podendo ser agradável ou não. Exemplo disso são os professores e colegas de escola/faculdade … alguns só estiveram com a gente por um período, deixaram alguns rastros, mas foi apenas isso, outros mantemos no coração pra sempre.

Tem um caso recente de uma professora que me deu aula há três anos aproximadamente, foi interessante, mas não nos amamos digamos assim, ela deixava claro que estava por lá para dar a aula e nós, os alunos para estudar. Sempre acreditei na importância de saber como lidar com as pessoas de acordo com a personalidade de cada um. Como vi o jeito da dona, sempre a respeitei e assisti suas aulas normalmente, vinculo desfeito, vida que segue.

Acontece que dias atrás ao fazer uma homenagem a alguns colegas e professores que realmente quero levar a amizade pra vida, essa dona apareceu, do nada, pedindo satisfação do porque eu não tê-la homenageado. Sério, e isso se cobra? Pelo amor, nem contato tínhamos, não tinha razão para tal, mas o que levamos disso, (eu levei)? Vida que segue hehe, esse é um dos tipos de pessoa que apenas passa, infelizmente não deixou lembranças boas, mas nem todos deixam. E uma dica, nunca cobre carinho e atenção a quem você não ofereceu. Viver de aparências não é viver, as coisas devem fluir naturalmente. O respeito e carinho vem dessa forma, não forçado.

E os que vem e vão – “rimas, de ventos e velas, vida que vem e que vai” haha. Esses, ah esses, saber lidar pode parecer complicado, mas com o tempo a gente acostuma. Tem uns que chegam com tanta intensidade que marcam, e quando começam a sumir fica aquela saudade apertando o peito. Quando as coisas começam a se normalizar, a pessoa volta e refaz aquele turbilhão de emoções, sumindo novamente em seguida.

Algumas consequências são fatídicas nesse caso, primeiro sentimos uma falta imensa, bem semelhante ao impacto da chegada. Com a repetição do sumiço sem aviso prévio, sentimos falta, mas começamos a entender que isso vai se repetir, ou seja, não adianta sofrer muito. Com o tempo e essas idas e vindas, chegamos a conclusão que… quer ficar fica, não quer vai, e a vida segue.

Fato é que esses tipos são uma constante em nossas vidas e são eles que dão o sabor de cada momento, lidar com tudo isso com sabedoria, facilita o processo e nos deixa livres para mais emoções. Até+

nick

Já escreveu 1330 post nesse blog.

Estudante de Comunicação Social, criou esse blog para compartilhar assuntos como moda, beleza, saúde, e tantos outros. Uma certeza: Todos temos algo para aprender e a ensinar.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votes)

nick

Estudante de Comunicação Social, criou esse blog para compartilhar assuntos como moda, beleza, saúde, e tantos outros. Uma certeza: Todos temos algo para aprender e a ensinar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *