Causas e tratamento do joanete

Identificar um joanete não é tarefa difícil, pelo contrário, basta olhar para os pés que logo percebe-se se há ou não o problema, que tem características bem marcantes como a tortura do dedão, que fica apontando para os outros dedos e um tipo de calo ossudo na lateral do pé.

Além de ser feio visualmente, o joanete causa vermelhidão na região (que pode ser proveniente de uma infecção), dores, que dificultam o uso de sapatos fechados principalmente os de bico fino e saltos, que por anos levaram a “culpa” como causadores do problema, o que é uma inverdade.

Isso mesmo, contrariando o mito dos sapatos, o joanete tem procedência genética, pasmem, de acordo com um estudo realizado com mais de 1300 pessoas entre 2002 e 2008, o joanete é um tipo de herança genética, ou seja, nada tem a ver com o uso de sapatos fechados.

Mas, usá-los com frequência quando já se tem uma pré-disposição ao problema pode acelerar e agravar a situação, por essa razão é aconselhável para quem sofre com o joanete, que opte por sapato confortáveis que não peçam muito esforço dos pés e nem os “esprema”.

causas do joanete

Imagem Reprodução

A única forma de tratar os é com cirurgia, então, caso sinta que tem o problema procure um especialista para avaliar o seu caso.

Quando fazer isso? Se estiver sentindo dor mesmo com a troca dos sapatos, se o problema estiver dificultando suas atividades rotineiras, ou ainda, caso apresente algum sinal de infecção. See you soon!

nick

Já escreveu 1400 post nesse blog.

Publicitária por formação, criou esse blog com o intuito de compartilhar assuntos como moda, beleza, saúde, e tantos outros. Uma certeza: Todos temos algo para aprender e a ensinar.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 5.0/5 (1 vote cast)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: +1 (from 1 vote)
Causas e tratamento do joanete, 5.0 out of 5 based on 1 rating

nick

Publicitária por formação, criou esse blog com o intuito de compartilhar assuntos como moda, beleza, saúde, e tantos outros. Uma certeza: Todos temos algo para aprender e a ensinar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *